Controle de Processos

Área exclusiva para clientes.

Informativo

Previsão do tempo

Hoje - Manaus, AM

Máx
34ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Principal

INSTITUCIONAL: CNJ abre seleção de projetos para o Centro de Inteligência Artificial

Estão abertas as inscrições para a seleção de projetos de pesquisa, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para o Centro de Inteligência Artificial aplicada ao Processo Judicial Eletrônico (PJe). No edital do certame, o CNJ define o processo de inscrição de projetos, as condições para participação, os critérios e o cronograma. Além disso, o documento prevê a realização de Workshops de orientação para a produção colaborativa de Modelos de Inteligência Artificial, agendados para os dias 16 e 22 de maio e 5 e 19 de junho. Nessas datas ocorrerão as quatro primeiras edições do treinamento, que acontecerá periodicamente e que tem como objetivo capacitar servidores e magistrados do Poder Judiciário à utilização da plataforma Sinapses. As linhas de pesquisa são soluções para automação dos processos e rotinas de trabalho da atividade judiciária e soluções de apoio à decisão dos magistrados. Em ambas as situações, as linhas de pesquisa para os projetos deverão ser direcionadas à melhoria da prestação jurisdicional e ao estímulo da produção científica e aplicadas ao aprimoramento dos serviços judiciários. O CNJ fornecerá os subsídios necessários ao desenvolvimento dos projetos. O edital aponta ainda benefícios que serão gerados pela iniciativa. De acordo com o documento, ao tornar disponível ferramentas, dados, consultoria técnicas e intelectual, bem como um ambiente de colaboração entre os pesquisadores, o Centro de Inteligência Artificial vai operar como um acelerador de resultados, isso porque vai escalar iniciativas de todo o Brasil para o aperfeiçoamento do PJe com uso de inteligência artificial. Anexo ao edital, o CNJ especifica as condições para a seleção dos projetos que deverão ser apresentados mediante formulário eletrônico no endereço http://cnj.jus.br/inteligencia-artificial-pje. A base para o trabalho será o sistema Sinapses, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) e incorporado ao portfólio de soluções do CNJ por intermédio do Termo de Cooperação nº 42/2018, com o objetivo de desenvolver soluções de inteligência artificial (IA) que resultem no aprimoramento do serviço prestado pela Justiça aos brasileiros. Com informações do CNJ. Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região  
15/05/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.