Controle de Processos

Área exclusiva para clientes.

Informativo

Previsão do tempo

Hoje - Manaus, AM

Máx
33ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Principal

Juiz decreta prisão preventiva de réus envolvidos em assalto à rede de supermercados

O juiz plantonista Eliezer Fernandes Junior decretou a prisão preventiva dos réus Lucas Marques de Souza, Felipe da Silva Batista e de Alexandre Marinho, acusados de roubo majorado a uma filial de rede de supermercados localizada na Alameda Cosme Ferreira, zona Leste de Manaus, na tarde da última terça-feira (6). A homologação do flagrante com a conversão em prisão preventiva dos réus foi decretada pelo magistrado em audiência de custódia de plantão criminal realizada no Fórum Ministro Henoch Reis (bairro de São Francisco, zona Centro-Sul de Manaus) na última quarta-feira (7). Além dos três acusados, outros dois, que se encontram hospitalizados também passarão por audiência de custódia após alta hospitalar. De acordo com o auto de prisão em flagrante assinado pela Polícia Civil do Estado do Amazonas, os cinco homens foram apresentados às 17h50 da última terça-feira (6) ao 11º Distrito Policial, acusados de roubo majorado a um supermercado, que teria ocorrido às 14h20 do mesmo dia. Diz o auto de prisão que os acusados, após o suposto roubo, fugiram do estabelecimento comercial em um carro de cor de branca e, sendo perseguidos por uma viatura, dispararam vários tiros contra esta. O carro utilizado para fuga, de acordo com o auto de prisão, perdeu a direção na avenida Rodrigo Otávio, momento em que houve sua interceptação pelos policiais. Durante a abordagem, conforme a polícia, foram encontrados no veículo branco “cinco revólveres de calibre 38, uma escopeta de fabricação caseira, 16 munições de calibre 38 (deflagradas), cinco munições de calibre 38 (intactas), uma munição de calibre não identificado, um saco plástico contendo a importância de R$ 15.132.95, além de oito celulares”. Na abordagem, foram identificados como suspeitos: Felipe da Silva Batista, Alexandre Ribeiro Marinho, Lucas Marques de Souza, Victor Santana de Oliveira e Kenny Roger de Sales, sendo os dois últimos conduzidos ao Hospital João Lúcio (zona Leste de Manaus) em razão de lesões. Um sexto suspeito, conseguiu evadir-se do local, tomando de assalto um veículo de cor de vermelha, com rumo desconhecido. Audiência Na audiência de custódia, realizada menos de 24h após o flagrante policial, o juiz Eliezer Fernandes Junior ouviu, juntamente com representante do Ministério Público, os três acusados apresentados pela Polícia, homologando o flagrante e o convertendo em prisão preventiva. Na decisão, o magistrado apontou que a conduta dos indiciados e demais fatores serão aferidos por meio de circunstâncias objetivas a ocorrer durante fase de instrução criminal “contudo, a partir de uma cognição sumária dos fatos colecionados até o momento, é indubitável destacar que há indícios suficientes de autoria do fato delituoso e prova da materialidade”, afirmou o magistrado. Ao converteu a prisão em flagrante em preventiva, o juiz destacou que “pela natureza da infração e diante da circunstância flagrancial, os indiciados, soltos, atentam contra a ordem pública e põem em risco a segura aplicação penal”. A conversão em preventiva observou, conforme o magistrado, os pressupostos presentes nos art. 311 e 312 do Código de Processo Penal (CPP).
09/02/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.